sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Ode à felicidade

Bom dia; Boa tarde; Boa noite!
A todos vós, caros convidados,
Desta magnífica e esplendorosa corte.

Há tristeza, pesar, todos o sabemos;
Mas e a felicidade?
Amor; Sorrisos; Abraços. Aproveitemos!

Queda o malfadado destino sobre todos;
Valerá de algo a sua antecipação?
Somos o que sentimos, vivemos sobre rodos
Tratemos o próximo como um irmão.

Chamem-me louco, mas recuso-me a aceitar;
Tanta cor, som, cheiro!
Não deveríamos nós estar a aproveitar?

O sol ergue-se, as plantas abrem-se;
Saímos à rua.
Imediatamente, os nossos corações expandem-se.



Agosto de 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

opinio